Search
booked.net

TJ-AM adia julgamento de liminar que suspende impeachment de Wilson

Foi adiado para a próxima terça-feira, o julgamento do recurso apresentado pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) contra a decisão que suspendeu o andamento do processo de impeachment do governador Wilson Lima (PSC) e do vice-governador Carlos Almeida Filho (PTB).

O recurso da Aleam foi apresentado pelo procurador Robert Wagner Fonseca.

O pedido de adiamento foi feito pelo relator do processo, desembargador Wellington Araújo, durante a sessão virtual desta terça-feira, dia 19. Por problemas técnicos, o voto do relator não foi disponibilizado antes do prazo de 24 horas da sessão. “Estou pedindo adiamento desse processo para que todos possam ter conhecimento e analisar a decisão”, justificou o desembargador.

O presidente da Corte, desembargador Yego Simões acatou o pedido de Wellington mesmo após o desembargador Domingos Chalub afirmar que estava apto para votar.

Na mesma linha, o desembargador Ari Moutinho afirmou que é importante resolver a questão o quanto antes, porque a Aleam passa por problemas políticos.

O processo de afastamento foi suspenso a pedido do deputado estadual Dr. Gomes (PSC) que ingressou com uma Ação de Inconstitucionalidade (Adin), sendo o principal motivo da suspensão a inclusão do vice-governador no pedido de impeachment.

O pedido de afastamento do governador Wilson Lima é baseado no mau uso de recursos públicos no combate à covid-19 no Amazonas. O documento foi protocolado na Aleam pelo presidente do Sindicato dos Médicos no Amazonas (Simeam), o médico Mário Vianna, e pela médica Patrícia Sicchar.

A maioria dos desembargadores prefere debater o assunto antes de votarem.

Entre no nosso Grupo no WhatsApp

Antes de ir, que tal se atualizar com as notícias mais importantes do dia? Acesse o WhatsApp do Portal Dia a Dia Notícia e acompanhe o que está acontecendo no Amazonas e no mundo com apenas um clique

Você pode escolher qualquer um dos grupos, se um grupo tiver cheio, escolha outro grupo.