Search
booked.net

STF condena mais 15 pelo 8 de janeiro; até o momento, já são 116 condenados

*Da Redação do Dia a Dia Notícia 

O Supremo Tribunal Federal (STF) condenou, nesta sexta-feira (01), mais 15 réus pelos atos golpistas que culminaram na invasão e depredação dos prédios dos três Poderes, em Brasília, em 8 de janeiro do ano passado. Assim, até o momento, já são 116 condenados.

A maioria dos 15 réus foi condenada por abolição violenta do Estado Democrático de Direito, dano qualificado, golpe de Estado, deterioração do patrimônio tombado e associação criminosa. As penas vão de três a 17 anos de reclusão.

O ministro Alexandre de Moraes, relator das ações, foi seguido pelos ministros Cármen Lúcia, Dias Toffoli, Flávio Dino, Gilmar Mendes e Luiz Fux. Cristiano Zanin e Edson Fachin também acompanharam o voto do relator, mas defenderam penas menores. Luís Roberto Barroso também seguiu o relator, mas divergiu sobre a quantidade dos crimes praticados. André Mendonça e Nunes Marques votaram pela absolvição ou penas menores.

Em um dos votos sobre um dos 15 réus, Moares afirmou que a ação criminosa “visava impedir de forma contínua o exercício dos Poderes Constitucionais e ocasionar a deposição do governo legitimamente constituído, com participação do Exército Brasileiro a sair às ruas para estabelecer e consolidar o regime de exceção pretendido pelos acampados, tendo como pano de fundo uma suposta fraude eleitoral e o exercício arbitrário dos Poderes Constituídos”.

“Justamente por isso houve a aglomeração de pessoas em acampamentos, não somente em Brasília, mas em todo o país, com intuito de provocar amotinamento daqueles submetidos ao regime castrense”, disse o ministro. “A materialidade e autoria do delito estão comprovadas nos autos.”

Entre no nosso Grupo no WhatsApp

Antes de ir, que tal se atualizar com as notícias mais importantes do dia? Acesse o WhatsApp do Portal Dia a Dia Notícia e acompanhe o que está acontecendo no Amazonas e no mundo com apenas um clique

Você pode escolher qualquer um dos grupos, se um grupo tiver cheio, escolha outro grupo.