booked.net

Etapa B do Manauara 2 já conta com mais de 70 famílias que recebem apoio da prefeitura na mudança

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on email
Share on print

Com a coluna cervical fraturada em duas vértebras, após ser baleado durante um assalto, Diego Corrêa Guimarães, 37, dará início a uma nova fase de sua vida, com a família, ao se mudar para a etapa B, do residencial multifamiliar Cidadão Manauara 2, no bairro Santa Etelvina, zona Norte, programa habitacional da Prefeitura de Manaus, que integra o programa federal “Casa Verde e Amarela”, do Ministério do Desenvolvimento Regional. Até o fim da tarde desta terça-feira, 24/8, 78 novos moradores da etapa B, haviam concluído suas mudanças para o novo lar.

 

Após um tiro no pescoço, que quase tira a vida de Diego e o deixou tetraplégico, ele realiza agora um sonho, como conta a esposa Daniele dos Santos Lacerda, 34.

 

“Sempre moramos de aluguel ou de favor. A gente vendia livros, cosméticos, perfumes. Ele estava na frente de casa quando foi assaltado e levaram tudo. Mandaram ele correr e ele levou um tiro, eu estava grávida”, lembra Daniele. O bebê hoje tem 2 anos e o casal tem mais três filhos, de 17 anos, 11 anos e um de 6 anos, e a esposa não tem como trabalhar, se dedicando aos cuidados com o marido tetraplégico.

 

Morando atualmente no Colônia Oliveira Machado, zona Sul, Daniele explica que Diego teve graves sequelas após o tiro e vive com limitações, mas que eles nunca perderam a fé. “Deus é muito bom com a gente”, conta ela, enquanto embala a mudança, que deve acontecer nesta quarta-feira, 25, com calma, para não deixar o marido muito nervoso e agitado. Ele ficou esquizofrênico desde o assalto.

 

“Foi uma imensa felicidade ver nosso nome no sorteio. Fizemos a inscrição em 2018 e nunca perdemos a esperança”, comenta.

 

Força-tarefa

 

As mudanças dos novos mutuários, que vão pagar o apartamento em financiamento com a Caixa Econômica Federal em 10 anos, iniciaram no último domingo,22. Em razão das medidas de distanciamento por causa da pandemia da Covid-19, os beneficiários foram divididos em grupos, dentro do cronograma inicial, que começou no domingo e segue até esta quarta-feira, 25, tendo prazo de até 30 dias para realizar suas mudanças.

 

Para as famílias que não têm condições de arcar com os custos de transporte de um frete, a prefeitura montou uma força-tarefa, colocando à disposição caminhões para realizar o serviço, com apoio das secretarias municipais de Infraestrutura (Seminf) e de Limpeza Urbana (Semulsp).

 

‘Casa para Todos’

 

O prefeito David Almeida já lançou o programa “Casa para Todos”, cuja meta é a construção de mais de 5 mil unidades habitacionais de interesse social em diversos bairros da capital. “Nós temos essa entrega de 500 casas e a perspectiva é de fazer 5 mil habitações na cidade de Manaus, em parceria com o governo federal”, comenta Almeida.

 

O objetivo do programa é a construção de novos conjuntos habitacionais, além da oferta de lotes pequenos e urbanizados. Conforme o prefeito, o projeto prevê a criação de um Núcleo de Apoio Técnico à Moradia, que será responsável por orientar o cadastramento das famílias nos programas habitacionais.

 

Residencial

 

Cada torre do residencial Cidadão Manauara 2 tem cinco andares, sistemas de gás encanado e de água, além de instalações hidrossanitárias.

 

Os apartamentos são adaptados, atendendo à Norma Brasileira (NBR) nº 9.500, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que trata da acessibilidade a edificações, mobiliários, espaços e equipamentos urbanos para PcDs, inclusive nas áreas comuns.

 

Os futuros moradores serão isentos de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), como medida da gestão David Almeida, por lei municipal.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on email
Share on print

Siga-nos no Facebook

Publicidade

Últimas Notícias