Search
booked.net

Azitromicina tem ampla ação, mas uso frequente pode gerar resistência

Azitromicina é um antibiótico usado no tratamento de infecções do trato respiratório, IST, entre outras doenças. Considerada segura, ela pode ser indicada para crianças, adultos e idosos. Entre as suas vantagens, destaca-se a possibilidade de ser utilizada por menor tempo. O uso frequente, em determinada população, pode gerar resistência rapidamente
A recomendação serve a casos leves, moderados e graves.

Considerado um dos medicamentos mais importantes do século 20, a azitromicina é frequentemente usada no tratamento de infecções respiratórias ou sexualmente transmissíveis.

O que é azitromicina?

Trata-se de um medicamento que faz parte do grupo dos antibióticos com efeito antibacteriano. Conhecida também como azitromicina di-hidratada, ela é definida como um macrólido de amplo espectro, isto é, atua contra muitas bactérias (gram-positivas e gram-negativas), incluindo a Bordetella pertussis, espécies de Legionella, Mycoplasma pneumoniae, Treponema pallidum, espécies de Chlamydia e do complexo Mycobacterium avium

Em quais situações ela deve ser usada?

Como é um antibiótico, esse medicamento só pode ser vendido sob prescrição médica e a receita deve ser retida para controle de seu consumo. Dada a ampla utilização desse fármaco, ele é considerado muito seguro. Contudo, é importante que você faça o uso racional, ou seja, utilize-o de forma apropriada, na dose certa e por tempo adequado. Ao não respeitar as indicações do médico ou cirurgião dentista, você colabora para a resistência bacteriana. Isso significa que o antibiótico poderá não fazer efeito quando for necessário usá-lo em outra oportunidade.

A azitromicina pode ser usada nos seguintes casos:

Bronquite

Pneumonia

Sinusite

Faringite

Inflamação das amígdalas

Infecções de pele e tecidos moles

Otite

IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis)

O medicamento poderá ainda ser indicado em outras condições, como na terapia da DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica), e até na inflamação intestinal causada por bactéria.

Entenda como ela funciona

A azitromicina possui excelente farmacocinética, ou seja, é bem absorvida e distribuída pelos tecidos, até que chega a seu alvo, efetua sua ação, se transforma em um produto a ser eliminado (metabolização). Ao finalizar sua tarefa, ela é excretada pela via hepática e renal.

Quanto à farmacodinâmica, tem ação bacteriostática, portanto, atua impedindo que as bactérias produzam as proteínas que necessitam para crescer e se multiplicar. A explicação é de Cynthia França Wolanski Bordin, farmacêutica e professora das Faculdades de Farmácia, Enfermagem, Odontologia e Medicina da PUC-PR.

Qual a relação entre azitromicina e covid-19?

Até o momento, não existem medicamentos ou terapias aprovadas pelas autoridades médicas e sanitárias para prevenir ou tratar a covid-19 —doença causada pelo coronavírus. As estratégias que os médicos dispõem buscam prevenir infecções e controlar o avanço e a gravidade da doença, incluindo o uso de oxigênio e ventilação mecânica quando indicados.

Contudo, entre as abordagens terapêuticas utilizadas contra a covid-19, já relatadas em artigos internacionais, destaca-se o uso combinado da azitromicina e cloroquina/hidroxicloroquina, especialmente em pacientes com pneumonia, doença pulmonar, doença respiratória aguda, desde que relacionada ao vírus Sars-CoV-2, e até mesmo na prevenção de quadros graves.

De acordo com o Informe Diário de Evidências – Covid 19, publicado pelo Ministério da Saúde em 07/05/2020, a Conep (Comissão Nacional de Ética em Pesquisa) já havia aprovado sete ensaios clínicos brasileiros que buscam avaliar a segurança e eficácia do uso combinado desses medicamentos. Embora promissores, tais opções de tratamento têm sido feitas em caráter experimental e sob a essencial supervisão médica.

O Ministério da Saúde mantém uma cartilha (em pdf) para o Uso Racional de Medicamentos, mas você pode complementar a leitura com a Cartilha do Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos – Fiocruz) (em pdf) ou do Conselho Regional de Farmácia de São Paulo (também em pdf). Quanto mais você se educa em saúde, menos riscos você corre.

Entre no nosso Grupo no WhatsApp

Antes de ir, que tal se atualizar com as notícias mais importantes do dia? Acesse o WhatsApp do Portal Dia a Dia Notícia e acompanhe o que está acontecendo no Amazonas e no mundo com apenas um clique

Você pode escolher qualquer um dos grupos, se um grupo tiver cheio, escolha outro grupo.